sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

RECLAMAR


A essência do ser alienado ou incapaz de admitir seus erros se reflete no ato de reclamar, ou seja, achar defeito a partir de uma análise superficial do cenário que critica. O problema é que existem outros que acreditam e compartilham da mesma opinião, o que provoca a falsa ideia que existe uma verdade que sustenta a reclamação.
A incompetência em gerir a vida começa na semeadura dada nos primeiros passos no desfrute da “liberdade” e do livre arbítrio, no entanto o que é plantado um dia cresce e por efeito tem que ser colhido. No entanto, poucos conseguem relacionar seus atos do passado com as consequências que ocorrem no seu presente, por este motivo desenvolvem a paranoia que o inferno que vivem é causado por um elemento influenciador, o governo principalmente (por exemplo).
A partir desta breve introdução é possível fazer uma reflexão, que nos leva a sabedoria e a busca do conhecimento. Pois, a rede da vida é engraçada, já que muitos vivem na paz, no entanto rezam ou pedem por paz. Porém, por efeito recebem o inferno! Castigo! Não, por mais absurdo que seja, o “inferno” é a ferramenta mais eficiente que faz o ser ver a paz! Pois, não se pediu a paz, quando se desfrutava da mesma? Muito cuidado no que se pede!
O problema é que as pessoas não entendem a filosofia e a realidade de que tudo passa, ou seja, hoje tá bom, amanhã não esta mais, depois de amanhã as coisas melhoram! É a metamorfose, a vida e morte ocorrendo na realidade que nos cerca, que independente de observação, elas sempre trazem um ensinamento que vai servir no futuro, quando exatamente,..., tudo tem uma utilidade no processo de metamorfose.
Mas mesmo assim reclamamos sem ver o lado positivo do que nos acontece na adversidade, pois, algo temos que aprender para alcançar o que pedimos, sonhamos,... é o preço! Ou seja, cair junto ao chão é fácil de levantar e a queda não machuca. No entanto quando estamos longe do chão a queda é por vezes fatal ou marcante. Nesse sentido a existência da adversidade que nos derruba na escada da vida é na verdade o ensinamento que mostra as consequências dos tombos sem precisar cair de fato. Pois, quem aprende os efeitos da queda, pensa duas vezes em errar quando esta no alto.
Quando se vai reclamar, busque primeiro colher informações sobre a situação ou o alvo da critica. Mas não a opinião alheia, mas sim busque por informações mais aprofundadas, em livros, internet entre outros,..., ou seja, se torne um pesquisador, busque o conhecimento nas suas várias vertentes. Não aceite uma “opinião”, mas várias e as entenda,..., ou seja, não deixem lavar sua cabeça e ao mesmo tempo não seja um lavador de cabeça. Resumindo, não se torne um alienado.          
Antes de reclamar verifique como as coisas funcionam de fato, não como informam os boatos, não repita o reflexo a incompetência intima alheia. Mas, procure você, já que, as pessoas informam o que elas querem o que atenda o interesse delas, não o seu.
A matriz é a essência, o segredo a metamorfose e o estágio transitório entre o real e o que nos torna alienados. Primeiro busque saber como as coisas funcionam formalmente e burocraticamente, depois busque saber quem são os responsáveis por elas para dai sim conspirar (reclamar), repetir a incompetência alheia.
Talvez você não concorde, mas logo irá, porque pensará nisso e isso é refletir e crescer com que pensa.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário